Perguntas em Forma de Cavalo Marinho

“perguntas em forma de cavalo marinho”

Domingos Sávio Coelho

PPB/Instituto de Psicologia

Universidade de Brasília

Local: ICC Sul do minhocão, próximo a lanchonete pruscoco

— Você sabe o resultado da enquete do PROIFES ? 5,222 professores participaram da consulta eletrônica para votar sobre a proposta do governo !

— Mas nós somos 164 mil professores, certo ?

— É porque o PROIFES não é um sindicato, é uma federação. Eles representam sete universidades e um cefet. Destas 7 universidades, uma não aderiu à greve. Das seis restantes, apenas uma, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Paulo, aceitou a oferta do governo em uma AG com 22 professores. As demais seguem paradas*.

— E como estes professores votaram ?

— 5.222 responderam a uma consulta eletrônica sobre a proposta governamental feita pela entidade. O resultado mostrou que 3.854 (74%) eram favoráveis ao fim da paralisação e 1.322 (25,3%) contrários.**

— como funciona essa consulta eletrônica ?

— Por exemplo, o PROIFES faz uma pergunta do tipo :”considerando que o governo está disposto a negociar, você acha que deveríamos deflagrar uma greve ?”*** aí você faz o login e vota.

— mas eu não sou filiado ao PROIFES !

— simples: envie o seu nome, o nome da instituição ao qual você está vinculado e o número da sua matrícula SIAPE. Você responde sim ou não.

— Qual a vantagem disso ?

— Não tem aquela discussão interminável das assembléias. Aqueles grevistas… Além disso você pode votar do seu laboratório. Não precisa parar seus afazeres.

— Humm ! mas essa forma dessa consulta eletrônica parece ser muito maniqueista: sim / não. Não tem reflexão.

— claro que sim. a cúpula do proifes analisa as propostas do governo e apresenta ao grupo sua posição. Faz-se assembléia locais, mas o importante é a consulta eletrônica.

— como é feita a contabilidade dos votos ? é de forma pública, aberta ?**** Lembra do papelzinho que o Brizola sempre reclamou faltar nas urnas eletrônicas do TSE ? Na Argentina o voto é impresso e colocado numa urna para auditoria posterior. Lembra do que ocorreu na Flórida nas eleições do Bush X Al Gore ? PROIFES apresentou documento de consulta eletrônica que afirma um alto índice de aprovação de professores à proposta do governo. Não está clara a lisura do processo de consulta eletrônica. Universidades que tiraram repúdio unânime ao acordo do MPOG, como a Unirio, aparecem com aprovação de 100% no documento do PROIFES !*

— sim, de fato esta questão da urna é delicada. No site http://www.fraudeurnaseletronicas.com.br/   questiona-se esta prática brasileira de não ter o comprovante impresso. não sei como é feita a contabilidade dos votos na consulta eletrônica do PROIFES.

— como é assegurada a confiabilidade do processo, tanto dos votos que são enviados, quanto em termos de apuração dos mesmos ? Qualquer um pode enviar voto em nome de outros desde que possua nome completo e siape. Pelo portal da transparência é fácil localizar essas informações, inclusive sobre o cargo que ocupa.

— é verdade.

— Mas a democracia se constrói no embate “olho no olho” que propicia a reflexão e tomada de decisão a partir do confronto com o plural, com divergente, com o diverso. Como assegurar isso na consulta eletrônica ?

— Você está trabalhando com hipóteses, meu caro. É preciso trabalhar com o que existe!

— Além disso a pergunta pode ser enviesada: “considerando que o governo está disposto a negociar, você acha que deveríamos deflagrar uma greve ?” Como um professor universitário gaúcho aceita este tipo de consulta ?

— é uma questão objetiva. interrogativa. gramaticalmente correta. 

— Sim, pode ser pra você. Mas numa assembléia de professores jamais passaria sem uma crítica. E você sairia da assembléia pelo menos ponderado a opinião de outros colegas.

— Mas aí cairiamos de novo num assembleísmo sem fim. discutindo tudo. Somos professores. Temos nossas pesquisas pra fazer. Não podemos ficar numa greve até o fim de mundo. Além disso, existe um limite pra tudo. As pessoas são críticas. Nunca um estudante extensionista na área de ciência da computação aceitaria produzir um software sem questionar o conteúdo, pra quem está sendo feito, se existe algum tipo de conflito de interesse entre a empresa ou organização que está solicitando e quem está produzindo o software!

— Mas ANDES questiona justamente que este tipo de conflito de interesse aconteceu no caso da UFSCAR***** !  professores vinculados ao PROIFES  estavam criando software para o ministério do planejamento com o qual tempos depois iriam negociar o proprio modelo que criaram para seu patrão. Parece a peça de teatro do Arlequim que servia a dois senhores. Não sei se os alunos de graduação e pós que participaram do projeto atentaram sobre o conflito de interesse. Não sei se nas diversas instâncias em que o projeto passou dentro da ufscar houve algum tipo de questionamento. Parece que tem um momento nas Universidades brasileiras que as pessoas não perguntam mais por que, deixa de haver freios e contrapesos. Será que estamos formando toda uma geração de estudantes especializados em aplicar protocolos (alguns já pontinhos, quase induzindo-nos a não refletir sobre seu conteúdo) mas sem abrir a possibilidade de amplo questionamento ? Sinto que tá faltando preparar o estudante para o grande salto sem tela de proteção onde ele tem liberdade para questionar este tipo de convênio que o professor faz. Que diabos de  extensão é esta da ufscar ? 

—   Vi o pagamento a equipe da ufscar no portal da transparência. A informação é insuficente para tirar qualquer conclusão sobre conflito de interesse. você está exagerando em relação ao proifes. O proifes está crescendo e ganhará mais e mais a confiança dos professores jovens que estão entrando nas universidades agora.

— Sei não. Os docentes da UFBA, universidade base do PROIFES-Federação, desautorizaram sua representação pela entidade sindical na mesa de negociações com o governo. UFBA e UFG também aprovaram em Assembleia Geral a suspensão dos repasses de verba ao PROIFES******. 

— Por que não fizeram uma consulta eletrônica ?

                                                        (PANO RÁPIDO)

 

Referências:

*http://oglobo.globo.com/educacao/greve-de-universidades-federais-vai-continuar-diz-andes-sn-5673741

*http://unirioemgreve.mundoblog.com.br/wp/?p=313

**http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/educacao/2012/08/02/internas—educacao,309681/sindicato-que-aceitou-proposta-nao-representa-universidades-mineira-e-greve-continua-no-estado.shtml

**http://m.estadao.com.br/noticias/vidae,nao-trabalhamos-com-cenario-de-continuacao-indefinida-da-greve-diz-secretario-do-mec,910536.htm (03/08/2012)

***http://andesufrgs.wordpress.com/2012/07/29/os-15-engodos-do-proifes-federacao/

****http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/explicando-a-greve-dos-professores

*****http://antigo.andes.org.br/imprensa/ultimas/contatoview.asp?key=6699 

******https://andesufrgs.wordpress.com/2012/07/29/ufba-desautoriza-proifes-em-nota-publica/

Fonte: ADUnB Informa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s