Nota de Esclarecimento

Nós, do Comando Local de Greve (CLG) da ADUnB-S.Sind/Andes-SN, vimos a público esclarecer os fatos ocorridos na última Assembléia Geral (AG) da ADUnB, realizada no dia 25 de junho de 2012, segunda-feira, no Anf. 17 às 9h30.

1. A diretoria da ADUnB, desde o início de nossa greve, tem desautorizado o Comando Local de Greve (CLG), eleito democrática e legitimamente pela Assembleia Geral. Reiteradas vezes as decisões do CLG não foram encaminhadas pela Diretoria, e em função disto, o CLG decidiu submeter à AG os encaminhamentos por esta instância deliberados, no interesse de construir uma greve cada vez mais forte, para que possamos ter atendida nossa pauta de reivindicações o mais rápido possível. Na última segunda-feira, após mais de duas horas de assembleia, a diretoria da ADUnB recusou-se a colocar em votação tanto as propostas encaminhadas pelo CLG como as apresentadas pela Assembleia, órgão supremo de nossa seção sindical, segundo seu Regimento Geral (Artigo 13). Diante dos protestos dos presentes, numa atitude inusitada na história de nossa seção sindical, a diretoria da ADUnB retirou-se da Assembleia, que foi assim privada do direito de deliberar sobre os encaminhamentos feitos. Um dos encaminhamentos prejudicados foi a renovação da Representação no Comando Nacional de Greve.

2. Segundo o regimento da ADUnB (artigo 12), os órgãos diretivos são os seguintes, nesta ordem: Assembleia Geral, Conselho de Representantes, Diretoria Executiva da ADUnB, regimentalmente encarregada de pôr em prática o que esses órgãos colegiados deliberam. Lamentavelmente, o que assistimos é a completa inversão dos fundamentos políticos, éticos e jurídicos do Regimento e das tradições democráticas da ADUnB. Durante esta greve, a diretoria da ADUnB sempre reservou para si a prerrogativa de encaminhar ou não, de divulgar ou não, as decisões tomadas seja pelo Comando Local de Greve, eleito em Assembleia, seja pelo Conselho de Representantes, seja pela própria Assembleia.

3. A recusa da mesa diretora em permitir que a Assembleia deliberasse sobre a cessão de uma sala na sede da ADUnB para o funcionamento do Comando Nacional de Greve dos Estudantes é um desrespeito à Assembleia, aos estudantes e às tradições da ADUnB, historicamente solidária aos que lutam por seus direitos, além de violar o regimento (artigo 5, inciso V: “buscar a integração das entidades representativas de professores, estudantes, servidores técnico-administrativos e trabalhadores em geral”).

4. É bom lembrar que a ADUnB é de todos nós sindicalizados, que contribuímos todos os meses para a existência dessa Entidade e que temos construído as vitórias que a luta sindical conquista. A ADUnB é de todos nós e não patrimônio particular desta Diretoria ou de qualquer outra.

 5. Esperamos que a nova diretoria da ADUnB assuma uma postura diferente  na condução das Assembleias, dê encaminhamento e transparência às deliberações coletivas e conduza conosco os desígnios da Greve em curso.

 

Brasília, 29 de junho de 2012.

 

COMANDO LOCAL DE GREVE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s